Setor automotivo: o impacto da falta de carros nas Locadoras de Veículos

O setor automotivo está sendo impactado neste período de pandemia.

Sabemos que estamos passando por um período muito incomum desde 2020, não é mesmo?

A COVID-19 tem prejudicado o setor automotivo em todo o país, e as locadoras estão vivendo um momento atípico. 

Montadoras suspendendo suas fabricações, a falta de peças e outros fatores que a pandemia tem trago para um mercado que movimenta bilhões ao ano.  

Continue a leitura e saiba mais sobre esse momento delicado e o que as montadoras e locadoras estão enfrentando com o impacto da falta de carros.

Como a pandemia está afetando as locadoras de veículos nos últimos meses? 

Apesar do aumento na procura de veículos através das locadoras e do surgimento de novas modalidades, as locadoras estão vivendo um momento difícil. 

Com os atrasos nas entregas por parte das montadoras, a receita de vendas de seminovos tem grandes chances de cair nos próximos meses. 

Isso também está afetando os custos da manutenção, que em contrapartida tem aumentado, já que a idade da frota aumentou. 

Uma estratégia aplicada pelas locadoras para preservar caixa, é a aplicação de reajustes nos contratos de pequeno, médio e longo prazo.

Vale ressaltar que desde 2020 todo o mercado automotivo vem sofrendo problemas com a falta de peças com a gravidade da pandemia. 

Por esse motivo, as montadoras estão atrasando a entrega dos pedidos, tanto no varejo como no atacado.

Por isso os preços dos veículos novos no mercado estão tão altos. 

De acordo com a Checkprice, plataforma de precificação de veículos, em 2021 o valor médio de um carro zero quilômetro subiu de 20% a 25%. 

Por outro lado, muitas locadoras estão se beneficiando dos aumentos, já que quando o valor de um carro novo sobe, os usados passam a se valorizar. 

Mesmo assim, a alerta é que a queda nas vendas dos seminovos irá acontecer, já que estamos vendo a interrupção do mercado automotivo. 

Sem a possibilidade de compra de veículos, as locadoras não renovam suas frotas e perdem margem na venda de seminovos.

Além disso, os custos com manutenção têm aumentado de forma bastante significativa nos últimos meses. 

O que está acontecendo com as montadoras de veículos?

Nos primeiros meses de 2021, após a piora da pandemia e com o desabastecimento das peças dos veículos no país, várias montadoras suspenderam a produção de carros. 

Ainda, a Ford encerrou sua produção culpando o ambiente econômico desfavorável, com a pandemia do COVID-19, e erros da gestão.

Os fatos citados influenciam drasticamente na fabricação e no estoque de automóveis, e tem afetado todo o mercado das locadoras de veículos. 

As restrições sanitárias têm prejudicado todas as entregas das peças para as montadoras do país. 

De acordo com a Associação Brasileira das Locadoras de Automóveis (ABLA), as locadoras estão aguardando a entrega de 100 mil veículos que foram adquiridos e estão em atraso.

Além disso, a associação Anfavea, que reúne as fabricantes deste setor, anunciou que o estoque das montadoras em 2021 está no pior nível de todos os tempos. 

Por fim, o andamento dessa cadeia importante, que mobiliza bilhões de reais ao ano, está enfrentando dificuldades nesse momento.

As usinas de aço estão trabalhando para elevar a produção, colocando mais fornos em operação, mas que gasta tempo.  

Como está sendo a entrega dos veículos para as locadoras? 

Os pedidos feitos pelas locadoras de veículos normalmente são entregues no período de 30 a 45 dias. 

Portanto, com a pandemia, a entrega dos mesmos está demorando entre 90 e 120 dias. 

Em outros casos, algumas encomendas estão demorando até 180 dias. 

Esse aumento no prazo de entrega tem prejudicado o planejamento e todo o negócio das locadoras.

A alta demanda dos carros por assinatura tem sido a principal modalidade afetada no país, já que o novo serviço tem se destacado e ganhado cada vez mais clientes.

Vale lembrar que os contratos para essa nova modalidade são de longo prazo e voltados para as pessoas físicas, que continuam aguardando para receber o carro. 

Além do atraso, o aumento dos preços dos carros é outro grande problema atualmente. 

A alta no preço do aço e de outras peças reajustou automaticamente o valor final do veículo, além dos descontos serem menores. 

Mais problemas estão chegando no setor? 

Outro momento complicado é a pressão sobre as locadoras de veículos, já que outro fenômeno está acontecendo, a entrada direta das montadoras na locação. 

Algumas delas estão oferecendo novas modalidades, conhecidas como carro por assinatura e gestão de frotas para empresas.  

Por outro lado, historicamente falando, a relação de interdependência entre as locadoras e as montadoras teve vantagem para a primeira, que ajudou a ampliar a escala de produção da segunda.

Em um contexto de restrições de produção, o ideal é que as montadoras se equilibrem entre as vendas para as locadoras e para o braço das novas modalidades.

Agora você está por dentro dos últimos acontecimentos e de como esse setor se encontra no momento. 

Se você é dono ou trabalha em uma locadora de veículos, não se desespere. 

Entre em contato com a Vers e saiba como podemos ajudar em decisões mais assertivas para o seu negócio. 

Clique aqui e saiba mais. 

Postado em Empreendedorismo, Financeiro