Manutenção corretiva de frota

De maneira geral, a manutenção está presente no dia a dia de quem trabalha com veículos. 

Nos conteúdos anteriores tratamos dois tipos de manutenção que são muito importantes para quem quer gerir uma frota de forma eficaz, a manutenção preventiva e a manutenção preditiva. 

Por último, mas não menos importante, existe a manutenção de frota corretiva. 

Apesar de ser vista como uma manutenção que exige maiores custos, ela oferece algumas vantagens e opções para o gestor de frota, como a manutenção corretiva planejada e a não planejada. 

Acompanhe a leitura e saiba mais!

O que é a manutenção corretiva?

A manutenção corretiva acontece em situações comuns em que há uma falha em um equipamento e é preciso corrigi-los.  

Dessa forma, não existe a possibilidade dela não estar inserida no meio em que estamos, pois em algum momento ela vai ser necessária. 

Ainda, essa foi a primeira manutenção a existir, já que antigamente não havia o suporte da tecnologia para detectar o desempenho de um veículo. 

E hoje mesmo com toda a tecnologia disponível para uso, ela ainda é utilizada por quem não faz a gestão de manutenção com um bom plano e uma boa estratégia. 

Quais são os tipos de manutenção corretiva? 

Atualmente a tecnologia contribui na determinação do estágio das peças do veículo.   

E assim como na manutenção preventiva e preditiva, a manutenção corretiva mudou bastante desde que começou a ser usada. 

Uma mudança significativa foi não precisar esperar mais a quebra de uma peça para que o serviço seja feito. 

Hoje existem indicadores que mostram claramente como está a produtividade de uma frota.  

Sendo assim, existem dois tipos de manutenção corretiva, a planejada e a não planejada.

Manutenção corretiva planejada x manutenção corretiva não planejada

Para a manutenção corretiva planejada, é feito um plano de ação com base em uma inspeção anterior feita de forma preditiva. 

Nesse caso, se algum erro ou problema é encontrado, um agendamento de correção para solucionar o problema é feito. 

Já a manutenção corretiva não planejada acontece em situações de emergência, onde normalmente um defeito aparece e compromete o funcionamento dos veículos. 

Ainda, a manutenção corretiva não planejada é mais cara que a planejada, pois o problema encontrado está em uma situação mais avançada e precisa de maiores soluções. 

Do mesmo modo, a manutenção planejada geralmente é mais rápida e mais efetiva que a manutenção não planejada, pois o profissional tem mais informações sobre o problema e age de forma mais específica para resolvê-lo. 

Por isso, para chegar a um custo menor, é importante fazer vistorias periódicas nos veículos para estar de olho em possíveis defeitos e para que eles sejam consertados de forma rápida.

Quais problemas podem levar a uma manutenção corretiva? 

Existem problemas que podem causar danos e fazer com que o automóvel falhe, exigindo a manutenção corretiva, são elas:

  • Alta temperatura no motor;
  • Amortecedores e molas comprometidas;
  • Consumo de combustível em excesso;
  • Falha de balanceamento;
  • Falha nos freios;
  • Marchas arranhando;
  • Pneus carecas;
  • Problemas na bateria. 

Ainda, os problemas citados acima podem acontecer por diversos motivos, por exemplo:

  • Se os bicos injetores estiverem sujos ou entupidos;
  • Veículo com excesso de carga;
  • Desregulação do pedal do veículo;
  • A não calibragem dos pneus;
  • Veículo com óleo sujo;
  • O sincronizador do veículo estar gasto;
  • O tanque de combustível do veículo estiver sujo;
  • O uso indevido da embreagem do veículo.

Quando fazer esse tipo de manutenção de frota? 

A manutenção corretiva geralmente é vista como mais cara que a manutenção preventiva e preditiva. 

Ainda, trata-se de um procedimento importante, pois existem situações inevitáveis no dia a dia de quem dirige um veículo, como pneus furados, falhas no motor e etc. 

É para consertar problemas impensáveis que fazem com que o veículo fique parado, que a manutenção corretiva existe. 

Nessas situações, não há outra possibilidade, o processo precisa ser feito com segurança e rapidez para evitar prejuízos maiores.

Quais são as vantagens da manutenção corretiva? 

Impede que o motorista tenha maiores prejuízos

Em situações onde o problema já aconteceu, a manutenção corretiva é a única solução para corrigir de forma eficiente. 

Caso aconteça uma falha no motor, por exemplo, essa manutenção é mais segura e precisa. 

Contar com mecânicos de confiança possibilita que o ocorrido seja corrigido com rapidez e pode evitar maiores prejuízos.  

Pode ser vantajoso para veículos com peças de baixo custo 

Alguns veículos têm um custo mais alto para determinadas peças e um custo mais baixo para outras mais simples e comuns. 

Para essa segunda opção, a manutenção corretiva pode ser indicada. 

Você já sabe que é importante fazer uma vistoria periódica, mas para substituir peças auxiliares e que tem um valor mais baixo, esse tipo de correção é viável.

Portanto, itens que não suspendem uma atividade podem ser reparados por meio da manutenção corretiva.

É necessário um planejamento mínimo

A principal função da manutenção corretiva é corrigir uma falha pontual identificada em certa parte de um veículo.

Dessa forma, quem cuida dos veículos não precisa se dedicar de forma complexa para o planejamento. 

Então, o ideal é definir a forma como esse concerto será feito e definir uma oficina de confiança.

Logo, você terá excelentes resultados e evitará prejuízos que podem acontecer.

Tem um menor custo a curto prazo 

Muitas vezes ao citar a manutenção corretiva, é discutido como esse processo custa mais que uma manutenção preventiva, mas isso nem sempre é verdade. 

Logo, para descobrir o melhor custo benefício é importante analisar a situação por completo. 

Manutenções de acordo com a demanda são mais baratas a curto prazo, pois antes de o problema aparecer não existem gastos. 

Da mesma forma, não há muito o que fazer após a compra da peça danificada e a realização do seu concerto.

Pensando então no valor total de investimento, a manutenção corretiva não é a vilã no dia a dia de quem conduz um veículo. 

Vale observar que existem vantagens nessa manutenção e que em algumas situações ela é mais econômica. Por isso é importante ter sempre uma oficina de confiança e contar com diferentes soluções.

Agora você tem um conhecimento mais aprofundado sobre as três manutenções de frota e pode garantir o melhor funcionamento da frota de veículos da sua locadora. 

Conte com a Vers para ajudar nas tomadas de decisão da sua locadora. Temos especialistas que podem ajudar o seu negócio a atingir novos horizontes. 

Clique aqui e solicite um contato.

Postado em Estratégia