Entenda os indicadores de um sistema de gestão de frotas

Você conhece os principais indicadores de um sistema de gestão de frotas?

Para qualquer tipo de negócio, os indicadores são de grande importância, seja para se ter a visão de como o negócio está indo ou para encontrar novas oportunidades. 

Um sistema de gestão de frota tem esse papel, não servindo apenas como uma ferramenta comum de trabalho.

Sistemas como esse, oferecem ao gestor os KPIs ou indicadores chaves, com o objetivo de mostrar oportunidades para as locadoras de veículos

Continue a leitura e entenda tudo sobre os indicadores de um sistema de gestão de frotas. 

O que são os KPIs? 

Os KPIs (Key Performance Indicators) são as métricas utilizadas para estimar o desempenho de processos ou áreas específicas. 

No nosso português são conhecidas como Chaves de Performance, onde seu uso é essencial para avaliar de forma correta os resultados de qualquer operação. 

Os KPIs contribuem para a redução de custos de um negócio e são responsáveis por ajudar durante a realização de intervenções importantes.

Além disso, eles prolongam o tempo de vida útil de uma frota de veículos. 

A análise feita por um indicador pode ser feita através de comparativos entre períodos, podendo ser de dias ou anos. 

Em uma análise de crescimento do faturamento de um ano para o outro, é viável comparar os rendimentos de Fevereiro de 2019 com os resultados de Fevereiro de 2020.

No entanto, além desse exemplo, existem outros tipos de parâmetros que podem ser feitos, como indicadores de custos, prazos e de qualidade.

Dessa forma é possível fazer comparativos entre diversos processos e identificar o que pode ser revisto. 

Como os indicadores de uma frota funcionam? 

Para as locadoras de veículos que utilizam carros em sua operação, é importante usar os indicadores.

Os números vão mostrar oportunidades de utilizar a frota de uma forma mais rentável e produtiva. 

Um exemplo é cruzar números referentes a performance dos condutores (km rodados, acidentes e multas) com índices de produtividade.

Além disso, o gestor da frota tem grandes chances de identificar formas de otimizar o trabalho em equipe e de economizar. 

Ainda, mesmo que algumas informações apresentadas sejam comuns para qualquer negócio, os dados mais estratégicos variam de uma empresa para outra. 

Dessa forma, para cada tipo de negócio, existem aspectos divergentes da frota que tem mais importância e que precisam estar nos relatórios. 

Para entender de perto, existem algumas empresas onde as práticas voltadas para a sustentabilidade tem grande valia. 

Já para outras, é de grande valia o consumo de combustível. E ainda para algumas, se faz importante ter mais dados sobre a conduta no trânsito.

Por fim, saiba ainda que os indicadores não são apresentados sempre da mesma forma, já que eles variam de acordo com o sistema de gestão de frotas utilizado. 

Conheça mais sobre os indicadores na prática

Através de uma análise do gestor de frota sobre os indicadores, é viável identificar oportunidades e estabelecer metas. Por exemplo: 

Combustível

Os indicadores sobre o consumo do combustível podem ser cruzados com as informações de jornada de trabalho e rotas.

Isso pode ajudar o gestor de frota a entender e desenvolver estratégias que irão reduzir o custo do mesmo. 

Já que ele pode criar novos percursos, ver rotas mais curtas e criar programas de conscientização ou políticas de conduta relacionadas ao uso do carro fora do trabalho.

Segurança

Esse indicador pode mostrar a quantidade de acidentes que ocorreram em cada mês e quais regiões onde eles mais acontecem.

Por exemplo, a amostragem do número de ocorrências cometidas por determinado profissional.

Esses dados podem auxiliar na evolução das políticas internas de condução, e em ações de conscientização apoiando a direção segura.   

Dessa maneira, se faz possível economizar quando falamos de indenizações e reparos, e a empresa ajuda em outro fator importante, salvar vidas e em uma direção mais segura.

Sustentabilidade

Pode-se cruzar informações sobre o perfil do condutor e a emissão de CO2 dos veículos. 

Assim pode ser necessário estabelecer soluções para ajudar na redução da poluição.

Isso pode ser feito através da escolha de um veículo mais eficiente ou da orientação sobre uma direção mais sustentável. 

Como saber se os meus indicadores são eficientes? 

Para se ter um sistema de gestão de frotas eficiente e de qualidade, ele deve estar engajado com os objetivos do seu negócio. 

Eles devem apresentar KPIs relevantes para o gestor para que possa ser visto com clareza os pontos de atenção e as oportunidades. 

Acompanhe exemplos de aspectos importantes que podem ajudar a ter indicadores eficientes. 

Associado às metas do negócio

Certamente, os indicadores fornecidos pelo sistema de gestão de frota precisam estar alinhados aos objetivos do negócio e às estratégias para conseguir os resultados.

Caso se tenha como objetivo economizar combustível, os indicadores devem apresentar dados que ajudem a entender essa análise de forma mais assertiva. 

Ter mais formas de captação 

Ao utilizar um sistema de gestão de frotas, é importante que ele seja flexível e faça integrações com outros sistemas.

Dessa forma ele pode gerar indicadores mais completos e mais vantajosos para o gestor da frota. 

Portanto, alguns indicadores também podem chegar por meio de outras formas, como a utilização de aplicativos para quem está nas ruas. 

Agora que você já sabe mais sobre o sistema de gestão de frota, tenha atenção durante a escolha do sistema que melhor irá lhe atender. 

Em suma, a Vers tem uma planilha gratuita e completa que auxilia de forma estratégica no controle de despesas da frota.

Clique aqui e tenha acesso a ela agora mesmo! 

Postado em Contabilidade, Estratégia