Como o Brasil pode acelerar a migração para o carro elétrico?

Você sabe o que o Brasil tem feito para acelerar a migração para o carro elétrico?

Não é novidade que os carros elétricos estão em alta no mundo todo. 

Com o auxílio da tecnologia e suas soluções, o mercado da mobilidade tem ganhado cada vez mais espaço e chamado cada vez mais a atenção.

Isso porque ele é um dos que mais causa impacto quando o assunto é a poluição do meio ambiente. 

A partir disso, os carros elétricos se desenvolveram e tem ajudando a reduzir drasticamente os altos índices de poluição. 

Se você quer saber mais sobre esse novo modelo de veículo e como ele está sendo inserido no país, esse conteúdo é para você!

Conheça mais sobre o carro elétrico no Brasil e o que o país tem feito para acelerar a sua migração como nunca feito antes. 

Como funciona o carro elétrico?

O carro elétrico funciona simplesmente através de uma corrente elétrica, ao contrário do veículo tradicional que funciona através da queima de combustível fóssil. 

Ainda, esse mecanismo funciona dependente de quatro componentes presentes no veículo: a bateria, o inversor, o motor de indução e o sistema de recuperação de energia. 

Sua bateria recarregável, armazena toda a energia elétrica que posteriormente se utiliza para fazer o veículo funcionar. 

Já o inversor, converte a corrente elétrica contínua em corrente alternada, sendo levada para o motor de indução.

Dessa forma, a eletricidade liga os mecanismos do motor, fazendo com que as rodas girem e com que o carro se mova.  

Sobretudo, como nesse processo não existe a queima do combustível, o carro não emite ruídos e não há poluição.  

Além disso, com o uso da eletricidade, ela permite que a energia seja melhor aproveitada e a aceleração do carro fica mais leve, facilitando a condução do veículo. 

Por isso o sistema de recuperação de energia aparece como uma vantagem econômica.  

Em um carro tradicional, a energia do carro ao ser freado se perde em forma de calor. Já nos veículos elétricos essa energia retorna para a bateria como eletricidade.

Quais as vantagens dessa eletrificação? 

Em outros artigos em nosso blog, já abordamos diversas vantagens fáceis de serem reconhecidas sobre o carro elétrico no Brasil. 

Portanto, podemos afirmar que a vantagem econômica e sustentável do veículo elétrico se comparado ao veículo tradicional acaba sendo superior. 

Além disso, outras vantagens surgirão caso haja uma mudança cultural gradual, especialmente se o motorista descobre a redução de despesas com a manutenção do veículo elétrico. 

Ainda, empresas dos EUA permanece ampliando a adaptação de motores elétricos nos carros tradicionais, a partir de uma tecnologia que não precisa de um investimento alto, e que pode ser realizada no Brasil. 

No ano passado, a marca Renault anunciou a transformação da sua fábrica de veículos na França em um centro de pesquisa e reciclagem, que tem como meta ter um saldo negativo de CO2 até 2030. 

Como é o mercado de carros elétricos no Brasil hoje?

De acordo com diversas avaliações, a popularidade do carro elétrico no Brasil já está em ascensão. 

Ainda, apesar das muitas notícias promissoras, a troca do carro movido a combustível pelo elétrico continua resistente, mesmo com as temperaturas globais em recorde por causa do uso do combustível fóssil. 

Por outro lado, com relação ao covid-19, o brasileiro tem optado pelos carros sustentáveis e não poluentes, por proteger a saúde de forma geral. 

Mesmo assim, estamos distantes de considerar que temos uma participação significativa no mercado da mobilidade elétrica. 

Isso pois grande parte da população não irá adquirir um veículo elétrico até que o preço e a praticidade sejam parecidos com as outras alternativas que já existem. 

Por fim, não há um mercado que possa alcançar esse volume sem um tipo de investimento público. 

Por fim, de acordo com o aplicativo da Tupinambá Energia, uma startup focada na infraestrutura de veículos elétricos, existem hoje no país cerca de 350 pontos de recarga, como rodovias, shoppings e postos de combustível.

Como o Brasil pode acelerar a migração para o carro elétrico?

Mesmo em 2020 se tornando o melhor ano de vendas do carro elétrico iniciada pela ABVE (Associação Brasileira do Veículo Elétrico) até o momento, o carro elétrico no Brasil representa apenas 1% do mercado total de veículos. 

Para acelerar essa migração, é importante ter uma política nacional de incentivo a esses novos modelos, como o estado do Paraná já está fazendo.

Desde outubro o Projeto de Lei 3174/20 prevê o corte de impostos, a troca de frota do governo federal e a criação de linhas de crédito de forma prioritária para a produção dos carros elétricos no país. 

Se a ação a partir dessa frente tributária avançar, é importante unir as associações e entidades que representam a frota elétrica e a de energias renováveis. 

Um bom exemplo é a ABERS (Associação Brasileira de Energia de Resíduos e Saneamento), criada em 2020. 

Seu objetivo se faz em reunir empresas e pessoas interessadas em ajudar na resolução do problema ecológico que o motor a combustão gera. Ao mesmo tempo, transformar esse problema em receita de forma sustentável. 

Agora você já conhece um pouco mais sobre como está o mercado com relação ao carro elétrico no Brasil.

Sua locadora de veículos está preparada para essa transformação? 

Se o seu interesse é ingressar no mercado dos veículos elétricos, é essencial contar com um especialista da área contábil.  

Entre em contato com um de nossos especialistas e conte com a Vers para ajudar o seu negócio a crescer. Basta clicar aqui.

Postado em Empreendedorismo, Financeiro