Como competir com os grandes players do mercado?

Como competir com os grandes players do mercado é sempre uma questão. Sabemos que o período de pandemia que estamos vivendo está sendo um grande desafio para o setor das locadoras de veículos. 

Muitas estão conseguindo driblar os efeitos da crise, mas três grandes empresas e hoje players do mercado se destacaram após apertarem o cinto nas despesas.

Com grande evidência, as locadoras Localiza, Unidas e Movidas estão se destacando e aproveitando as oportunidades que estão surgindo nesse período.

Para saber mais sobre seus grandes feitos, acompanhe o conteúdo e entenda ainda como competir com esses grandes players do mercado de locação. 

Como estão atuando os grandes players do mercado?

Está nítido no mercado das locadoras de veículos que as três maiores players do mercado são Localiza, Unidas e Movidas. 

Ambas têm um diferencial competitivo respeitável para enfrentar principalmente o mercado das montadoras, que agora estão participando do setor de aluguéis. 

Ainda, a expertise em um negócio complexo como esse de operar em escala e que dificilmente gera retornos econômicos consistentes. 

Existem ainda desafios diários que vão do gerenciamento logístico de mobilização, a manutenção dos veículos e a gestão de problemas como os furtos.

O atendimento ao cliente também faz parte dessa dificuldade, já que as inovações tecnológicas estão sendo cada vez mais exigidas nas operações. 

Nessa evolução, é impossível fazer tudo e bem feito, e por isso, muitas locadoras escolhem áreas para se diferenciarem e em quais farão parcerias para oferecer os serviços.

Além disso, com a entrada das montadoras no setor de aluguel de veículos, as possibilidades de opções de veículos aumentaram.

Mas para que as locadoras se tornarem líderes nesse mercado, é necessário se reinventar e inovar, principalmente durante a experiência do cliente. 

Um exemplo na prática é a Localiza ter criado o Localiza Fast, um aplicativo que mudou a locação para um processo completamente digital. 

Mesmo assim, pesquisas mostraram que as locadoras não foram afetadas de forma direta em alguns países onde as montadoras já oferecem o serviço de locação.

E com relação a pandemia do Covid-19?

Em setembro de 2020, Localiza e Unidas assinaram o acordo para que uma combinação de negócios acontecesse. 

Porém, essa operação ainda está pendente do aval do órgão antitruste para que ela realmente aconteça.  

Mesmo com essa espera, ambas as empresas não têm o que reclamar, já que nos últimos 12 meses os papéis da Localiza e Unidas se valorizaram 46,17% e 37,15%.

Ainda, é importante lembrar que mesmo com o choque inicial da pandemia, no segundo trimestre de 2020 o setor conseguiu superar as dificuldades. 

O segmento conseguiu manter a expansão e o bom ritmo, tornando-se ainda um setor seguro para investimentos.

É seguro dizer também que a pandemia trouxe um certo bônus para as locadoras, onde mesmo com a redução de circulação de pessoas, novas oportunidades surgiram. 

Outro ponto importante e benéfico para o setor foi com relação ao desemprego, levando as pessoas a buscarem trabalho nos aplicativos de mobilidade.

Como explicar o crescimento e o surgimento dos experts nesse período?

É notável que as locadoras de veículos precisam se reinventar e adaptar totalmente cada modelo de negócios. 

A locação mensal, o leasing com opção de compra e a gestão de frotas para usuários corporativos (com contratos a longo prazo) são exemplos práticos. 

Dessa forma as locadoras ajustaram seus portfólios no meio dessa crise e reestruturaram suas frotas para ocuparem outros nichos.

Aliviando assim a piora do rent a car e trazendo novos produtos para o mercado.

Por isso, as três grandes players do mercado, Localiza, Unidas e Movida deram conta do recado e estão saindo de forma mais fortalecida e sem grandes dívidas.

Existem boas perspectivas para esse setor? 

Sabemos que a pandemia ainda não terminou, e as locadoras de veículos não são indiferentes com relação a esse fato. 

E mesmo assim os três grandes players não terão seus bons resultados freados, já que estão crescendo ainda mais, sendo cerca de 20% a 30% ao ano. 

Ainda, ambas continuam consolidando o mercado e ainda conseguem operar com custos mais baixos. 

Dessa forma o que acontece é expulsão dos players pequenos, que saem do mercado com a perda de dinheiro. 

Além disso, com a fusão aprovada entre Localiza e Unidas, o player se tornará gigantesco.

Basta saber que a frota será de 470 mil veículos e a receita líquida de mais de R$14 bilhões. 

Mas como ficarão as outras locadoras de veículos? 

Logo abaixo dessas três maiores locadoras, sabemos que existe um mar de peixes pequenos, principalmente com a atuação regional. 

Para muitos, essa fusão pendente, se aprovada, pode ser problemática, já que existem poucas grandes empresas que dominam o setor.

Dessa forma a fusão tornará o mercado ainda menor, reduzindo a competitividade, pois uma concentração excessiva afeta os concorrentes e os preços finais para os usuários. 

Ainda nesse contexto, a Movida pediu que a operação fosse reprovada, já que como rivais, juntas, elas teriam um poder muito maior e a Movida ficaria para trás. 

Por fim, essa fusão trás ganho em escala, sinergia, redução de custo e possibilita que as duas locadoras façam maiores aquisições nas montadoras com preços ainda mais baixos. 

Tudo isso tira a capacidade dos concorrentes de agir, ainda mais no momento em que a pulverização do mercado é grande. 

Agora que você está por dentro dos últimos acontecimentos desse mercado, é hora de aguardar os próximos passos dessa negociação que tem dado o que falar. 

Para acompanhar mais notícias e saber que decisões tomar sobre a sua locadora de veículos, acesse o nosso blog e confira nossos últimos conteúdos.

Clique aqui e acesse agora mesmo!

Postado em Empreendedorismo, Estratégia