Branding: A gestão de marca para a sua locadora de veículos

Quando você vê o termo “locadora de veículos”, qual é a primeira empresa que vem à mente? Localiza, Movida, Hertz, Unidas…?

Todas essas empresas mencionadas são umas das maiores locadoras de veículos do país e também estão espalhadas por vários países ao redor do mundo.

Mas não foi só o quesito operacional que fez com que essas marcas se destacassem das outras, o sucesso também se deve ao fato de saber fazer a sua gestão de marca – ou Branding – de forma espetacular.

No artigo iremos abordar sobre o que é e como fazer o Branding de forma efetiva para a sua locadora de veículos.

Até porque uma das partes mais importantes do negócio é a gestão de sua marca.

O que adianta ter uma empresa e não ser conhecido e bem lembrado na mente dos consumidores, quando no final das contas são as vendas que geram a lucratividade?

Aqui, neste artigo, falaremos sobre o engajamento que uma marca pode fazer com os clientes, se fizer um Branding corretamente.

Boa leitura!

 

O que é Branding?

Toda empresa precisa criar e desenvolver uma marca, que é todo o conjunto de tudo que é ligado a ela, de alguma forma.

A maioria de nós pensa no Mc Donald’s, quando pensa em hambúrguer ou na Apple/Samsung, quando o assunto é smartphones.

Da mesma forma que ocorre com a Localiza, com a Hertz e outras locadoras de veículos, que são sempre bem lembradas quando alguém precisa alugar um automóvel.

Por quê?

Não tem jeito! Uma marca sempre precisa ser lembrada pelos consumidores e da forma mais positiva possível!

O branding, que nada mais é do que a gestão da marca – como um todo, faz com que a locadora consiga alcançar e se manter na mente dos consumidores, ajudando-a vender mais, aplicando menor esforço para a venda.

LEIA  Saiba como uma contabilidade especializada em locadoras de veículos pode te ajudar a economizar

Afinal, quando uma boa gestão da marca é bem-feita, o cliente consome algo da sua empresa não por conta do seu produto, mas porque o produto faz parte da marca.

E a gestão da marca não é feita somente escolhendo o nome certo para o negócio, com a identidade visual que mais agrada ou de como ela atende o consumidor.

Vai muito além!

Ainda que haja o logotipo, um padrão gráfico de seus materiais de divulgação e internos, a empresa também precisa criar formas de transmitir valor ao cliente, principalmente através de ações específicas que os faça se engajar com a proposta.

E isso é o Branding por si só: Conseguir gerir a marca da empresa, de forma que ela seja sempre a primeira a ser lembrada positivamente pelo consumidor.

localiza1
Localiza em uma ação na qual os clientes experimentaram um passeio em uma montanha russa, com o uso de um óculos de realidade virtual.

Treinar funcionários, fazer parcerias certeiras, ser solidária, são outros exemplos de como a empresa pode gerir bem sua marca.

localiza1 (1)

Mas para entender o Branding de fato, há a necessidade de explicarmos mais sobre marca.

 

E o que é marca?

Ao contrário do que muitos pensam, a marca não é representada somente por aquele símbolo com o nome da empresa e algumas palavras, o famoso logotipo.

Quem não lembra da Coca-Cola com suas propagandas natalinas?

Nelas fica claro que não estavam simplesmente tentando vender seu refrigerante, mas transmitir valores, relacionada ao momento de consumo do produto.

cocacola

A marca é isso! É tudo o que representa a empresa, como o seu posicionamento de mercado, assim como perante a sociedade, de forma geral.

Ser uma locadora de veículos e carregar em sua identidade a sustentabilidade ou qualquer envolvimento social positivo já é um ótimo passo para ser bem lembrada, por exemplo.

E um fato é que o sucesso de toda e qualquer marca dependerá do quanto e como ela está presente na mente do consumidor.

LEIA  CFO da Vers faz palestra para empresários do ramo de locadoras de veículos

 

Então…

…o Branding é um conjunto de práticas que serão usadas para estruturar a marca, ou seja, o planejamento e a execução de toda estratégia para desenvolvê-la e aplica-la.

Ao estruturar a marca da locadora, por exemplo, além de criar e desenvolver uma identidade visual, será importante também pensar na identidade da empresa como um todo, permeada intrinsecamente por todas as características que a locadora quer evidenciar ao cliente.

O segredo é não pisar no freio e investir não só em Marketing, mas também em tudo o que possa ser benefício para o cliente e que não te faça falir, claro!

E também não deixe de comentar sobre o que achou do artigo e nos sugira algum tema!

Postado em Sem categoriaTagged , ,